quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

A Era que está Nascendo: da Internetocracia (4a. parte) - Reflexões do autor e de colaboradores, Facebook


"Internetocracia”, algo como Democracia intensificada pela WEB...-

3 maio 2012 ... A Era que está Nascendo: da Internetocracia (1a. parte).

16 de maio de 2012... Um Internetocracia não pode existir em qualquer nação industrializada hoje porque suas constituições não vão apoiá-la. Isso porque a ...

Política 2.0 - Yes, WIKI CAN:A Era que está Nascendo: da Internetocracia (3a. parte) - Os argumentos contra e suas refutações
16 de outubro de 2012 A Era que está Nascendo: da Internetocracia (3a. parte).

The Coming Age of Internetocracy (2nd Edition) - 

A Era que está Nascendo: da Internetocracia


O texto de 65 páginas pode ser baixado a partir de:

Reflexões do Autor
> Com exceção de jogar fora o conceito de representatividade, a Internetocracia é ideologicamente neutra. É inteiramente dependente das inclinações ideológicas da maioria das pessoas que votam. Se elas têm inclinações socialistas, o estilo de governo vai se assemelhar a um socialismo. Se o eleitorado é conservador, em suas inclinações, o governo vai tender para essa forma.

> As tentativas de iniciar um Internetocracia dentro de um sistema representativo estão fadadas ao fracasso. Em tal sistema, as pessoas vão sempre ser marginalizadas porque os partidos representativos, com a sua capacidade de concentrar o poder, serão capazes de convocar vastos recursos daqueles que desejam concentrar esse poder.

> Um conjunto distinto de definições para a palavra república evoluiu nos Estados Unidos. Na linguagem comum uma república é um estado que não pratica a democracia direta, mas, ao invés, tem um governo controlado indiretamente pelo povo. Isto é conhecido como democracia representativa. Este entendimento do termo foi originalmente desenvolvido por James Madison e particularmente empregado em Federalist Paper No. 10. Este significado foi amplamente adotado no início da história dos Estados Unidos, inclusive no Dicionário de Noah Webster, de 1828. Foi um novo significado para o termo: “a democracia representativa não foi uma ideia mencionada por Maquiavel e não existia nas repúblicas clássicas.” - William R. Everdell. The End of Kings: A History of Republics and Republicans [O Fim dos Reis: Uma História das Repúblicas e Republicanos]. University of Chicago Press, 2000. pg. 6

> Nós, atualmente, vivemos em uma tirania, onde a minoria (ou seja, os "1%") explora a maioria. Alguns argumentaram que a Internetocracia pode levar a uma tirania da maioria sobre a minoria. Um dos princípios fundamentais de nosso movimento é que devem ser tomadas precauções para assegurar que isso não aconteça.
O lugar para fazer isso é em uma constituição ou uma declaração de direitos e liberdades [civis]. Tais documentos são o ponto de partida para a criação de uma Internetocracia e para assegurar os direitos das minorias visíveis, a liberdade de religião e a eliminação da discriminação baseada na preferência sexual. Tolerância, paz, responsabilidade, transparência e prestação de contas, estes são alguns dos nossos principais valores.

> O processo legislativo, em uma Internetocracia, é orgânico, movendo-se tão rápido quanto qualquer problema demande. Só a internet pode apoiar a rápida tomada de decisões, requerida no mundo de hoje.

Reflexões de Outros
Os comentários abaixo são de usuários do Facebook.com / Internetocracy:

> Jackie Warren Demijohn - Com a Internet, nos tornamos capazes de votar a partir do conforto do nosso laptop. E sendo isto verdade, então nós não precisamos de "representantes" em nossos capitólios para tomar nossas decisões, todos nós podemos votar nelas, juntos.

> De Trem Marc - Pesquisas para avaliar o interesse. Se um tema deva ser, ou não, 'colocado dentro da caçamba'. A conversação geral é aberta para discutir várias soluções e ideias. Enquetes são realizadas novamente sobre as ideias que parecem 'mais fortes'. Então você se move para a formalização da "linguagem" da ideia mais forte e, a partir daí, torna-se uma proposta de lei oficial.

> Emily Anderson: Esta é uma ideia fascinante e brilhante... Provavelmente inevitável na era pós-humanista.

> Brandon Joubert: Não há necessidade de nenhuma eleição. A sociedade define os critérios para que uma pessoa se qualifique como um conselheiro ou pessoa de integridade. Estes conselheiros ou os qualificados, então, formam células, em cada nível de comunidade, nas quais não há um líder, apenas um corpo de pessoas qualificadas. Estas células escolhem os membros para compor os órgãos regionais de governança. E estes células escolhem os membros para formar o órgão regulador global. A fim de ser eficaz é necessário que haja um código escrito ao qual estas células se sujeitem. Esta é a área de fragilidade, porque o ser humano já provou a sua incapacidade de controlar seus próprios passos - portanto, qualquer código escrito originário do ser humano está fadado ao fracasso. Com um código escrito eficaz e camadas de órgãos de governança, seria possível estabelecer um governo global que superasse nacionalidades, raças e etnias.

>  Kerry McCauley - Internetocracia é uma ideia cujo tempo chegou. Eu não preciso de um político me representando. Os políticos são todos comprados e pagos. Nossas liberdades têm sido violadas e o sistema está falido. Eu tenho dito isso há anos, e a Internet é a resposta.

> Benjamin Hamilton - De muitas maneiras, eu tenho visto o movimento Occupy como o primeiro passo real para mover a cultura humana para uma forma mais direta de democracia, embora tímida e cegamente, no momento. Eu acho que é inevitável e impossível bloquear, tanto quanto nenhuma quantidade de tentativas poderia bloquear a adoção da palavra impressa ou formas representativas da democracia. [Internetocracia] é simplesmente o caminho mais lógico, libertador e eficiente para organizar as pessoas.

> Jc Skues - Nosso Thomas Paine acaba de publicar o seu bom senso, para a geração Ipad, da política das pessoas. Estamos liberados.

Sobre o autor:
Lawrence Compagna é um gestor e consultor de tecnologia da informação que aconselha grandes organizações do setor público sobre como agilizar os seus processos e sua infra-estrutura de tecnologia da informação, para alcançar uma maior eficiência e ser mais eficazes.
Ele reside no sul da Califórnia.
Correspondências podem ser enviadas para:
Box 437, 24 Roy Street, Seattle Washington. 98109

Ver também:

Dentre as propostas para aperfeiçoar a Democracia, uma que tenho analisado e convidado a explorarmos, ELIMINA O MECANISMO DA REPRESENTAÇÃO (O OVO DA SERPENTE) DEVOLVENDO O PODER AO POVO:

Proposta de cultivo conceitual de outra política (com lógica de crowdsourcing, da política Wiki):

Esta página é um espaço para discussão sobre "Internetocracia" , algo como Democracia intensificada pela WEB...

3 maio 2012 ... A Era que está Nascendo: da Internetocracia (1a. parte).

16 de maio de 2012... Um Internetocracia não pode existir em qualquer nação industrializada hoje porque suas constituições não vão apoiá-la. Isso porque a ...

Política 2.0 - Yes, WIKI CAN:A Era que está Nascendo: da Internetocracia (3a. parte) - Os argumentos contra e suas refutações
16 de outubro de 2012 A Era que está Nascendo: da Internetocracia (3a. parte).


--
Atenciosamente.
Claudio Estevam Próspero 
http://mitologiasdegaia.blogspot.com/ (Blog: Mitologias de Gaia)
http://criatividadeinovao.blogspot.com/ (Blog: Criatividade e Inovação)
http://redessociaisgovernanaliderana.blogspot.com/ (Blog:Governança e Liderança em Redes Sociais)
http://reflexeseconmicas.blogspot.com/ (Blog: Reflexões Econômicas)
http://poltica20-yeswikican.blogspot.com/ (Blog: Política 2.0 - Yes, WIKI CAN)
http://automacao-inteligencia-organizacional.blogspot.com.br/ (Blog: Automação e Inteligência Organizacional)
http://www.portalsbgc.org.br/sbgc/portal/ (Comunidade Gestão Conhecimento)

Nenhum comentário:

Postar um comentário